Sopaipillas da Tia Silvia – Dia da cozinha Chilena

IMG_2658

Quando chega o frio aqui em Santiago, a gente logo começa a ver nas ruas os carrinhos de senhoras vendendo as tão famosas “Sopaipillas”, custam super barato e sao fritas na hora, tipo os pasteis de feira. A diferença entre a sopaipilla e os pasteis de fera, é que a sopaipilla não tem recheio e a massa é feita com purê de abóbora! As sopapillas são super tradicionais aqui, e dia 15 (ontem) foi o dia da cozinha chilena… nada melhor para comemorar, não é verdade?!

Essa semana a Tia Silvia estava em casa, ela vem uma vez por semana para me ajudar com algumas coisas da casa. Tia Silvia é uma cozinheira chilena de mão cheia, e não tem nada que ela goste mais do que quando alguém pede que ela cozinhe alguma coisa!

Estávamos em casa e eu estava contando a ela sobre os post de outono que estou fazendo aqui, com abóbora. Ela logo me olhou e disse “Carito, porque no haces unas sopaipillas?” e eu respondi já com a camera na mão “Bora fazer essa parada ai!” (em espanhol obviamente).

As fotos estão meio loucas, mas é porque a Tia Silvia é muito rápida, e não dava quase nem tempo de fazer foto bonita! hahahahaha

Sopaipillas da Tia Silvia:

Rendimento: 40 sopaipillas de 10cm de diametro / Tempo Total: 1h

Ingredientes:

IMG_2518

  • 800g de farinha de trigo
  • 500g de purê de abóbora
  • 100g de banha
  • 3g de fermento biologico seco
  • 1 colh. de sopa de sal

Modo de Preparo:

Em uma panela, aqueça o purê de abóbora. Enquanto isso, em outra panela, derreta a banha.

IMG_2532

Em um bowl, com a farinha, fermento e sal, adicione o purê aquecido e a banha derretida. Comece a mexer com uma colher de pau até a massa juntar.

Quando a massa estiver junta, passe para uma superficie lisa e comece a amassar até obter uma massa lisa, que não grude. A cor da massa é bem bonita!!

Abra a massa com um rolo até ter 5mm de espessura , enfarinhando a superficie e a massa. Corte com um cortador redondo de 10cm de diâmetro e fure com um garfo, para que a massa não infle como um pastel.

Dica muito importante que a Tia Silvia me deu: abra e corte somente a quantidade que você vai consumir neste momento. O resto da massa, envolva em plástico filme e guarde na geladeira por no máximo 3 dias.

Frite as sopaipillas em óleo quente, bem rapidinho para nao queimar! Passe pelo papel toalha para tirar o excesso de óleo e sirva!

IMG_2643

As sopaipillas são gostosas quentinhas, e você pode fazer um vinagrete para acompanhar, fica uma delicia! Uma outra opção que a Tia Silvia deu, e disse que é o mais chileno impossível, é passadas na chancaca… que significa?

Chancaca é a rapadura chilena, eles fazem um xarope de chancaca, com água e casca de laranja, e depois que as sopaipillas estão fritas, passam elas for esse xarope, deixando elas encharcadas e doces! Eu prefiro salgada, mas ha quem prefira doce!

IMG_2650

IMG_2655

Conclusão: Tia Silvia é uma maga, eu passei 3 dias me alimentando de sopaipillas nas tardes de frio e a vizinha também ficou super feliz porque eu levei de café da manhã pra ela! SUCESSO! A cozinha chilena tem coisas que eu não gosto muito, ou que eu acho que tem zero sabor, mas também tenho que admitir e reconhecer, que algumas coisas eles fazem super bem!

Dica da Carol: essa massinha, recheada como um pastel também deve ficar MARAVILHOSA! …queria ter Catupiry aqui!!

Beijos ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s