Red Velvet do Amor

red velvet - final

O Dia dos Namorados surgiu no século IV a.C, com uma festa romana em homenagem ao deus Lubercus que acontecia em fevereiro. Com a chegada da igreja católica, trocaram Lubercus por São Valentim… diz a lenda que Valentim foi caçado e decapitado pelo imperador. São Valentim morreu dia 14 de fevereiro e deixou uma carta declarando seu amor para a filha do guarda da prisão, assinando “seu eterno Valentim.”

No Brasil essa comemoração começou a menos de 70 anos, e acontece no dia 12 de junho, dizem que talvez porque é o dia de Santo Antonio, o santo casamenteiro. Mas o maior motivo para o dia dos namorados ser comemorado em junho é porque era um mês parado para o comercio brasileiro (que triste né).

Por esse motivo, eu comemoro o meu dia dos namorados agora em fevereiro, a historia é mais bonitinha e como nós não compramos presentes nem saímos para comer, não fazemos diferença para o comercio local.

Para esse Dia dos Namorados eu resolvi fazer um bolinho que para mim combina perfeitamente com o tema, o famoso Red Velvet!!! O Red Velvet tem esse nome devido a sua textura de veludo e obviamente pela cor vermelha que antigamente era originada apenas pela reação química do cacau com os ácidos do vinagre e do limão. Hoje em dia é muito mais fácil encontrar as versões com corantes artificiais.

Mas não vem pensando que é um desses Red Velvets com gosto de corante, sem sabor a nada que nós vamos fazer. Não! Aqui a gente faz as coisas como tem que ser e com o sabor que tem que ter!! Por isso, antes de começar o meu Red Velvet eu corri pro meu produtor aqui perto de casa e comprei lindas beterrabas.

Anota a receita, porque você vai querer fazer também!

Red Velvet:

Rendimento: 1 fôrma de 25cm / Tempo total: 2h

Ingredientes:

IMG_0803

Para a massa

  • 1 1/2 xic. de farinha de trigo
  • 1/4 colh. de chá de sal
  • 1 colh. de chá de fermento em pó
  • 2 colh. sopa de cacau em pó (não alcalino)
  • 1 xic. de suco reduzido de beterraba
  • 1 colh. de chá de vinagre branco
  • 1 colh. de chá de suco de limão
  • 100g de manteiga em temperatura ambiente
  • 1 xic. de açúcar refinado
  • 2 ovos grandes
  • 1 colh. de chá de essência de baunilha
  • 1/2 xic. de leite + 1/2 colh. de sopa de vinagre

Para o recheio

  • 225g de cream cheese
  • 57g de manteiga
  • 350g de açúcar de confeiteiro
  • 1 colh. de chá de baunilha

Modo de Preparo:

Antes de mais nada, começamos com o suco reduzido de beterraba. Costumo tirar o suco de 6 beterrabas, ou na maquina de suco ou processando com um pouco de agua e coando.

IMG_0782

Colocar esse suco em uma panela, a fogo médio, até reduzir pela metade. Cuidado para não queimar!

O suco fica um vermelho mais intenso e a mais consistente também. Deixe esfriar bem.

Pré aquecer o forno a 175ºC. Forrar com papel manteiga uma fôrma de 25cm de diâmetro.

Em um bowl, peneire e misture a farinha, o sal, o fermento e o cacau em pó. Em um recipiente pequeno, misture o leite com o vinagre para fazer o nosso falso “buttermilk”. Deixe repousar enquanto faz a receita.

No bowl da batedeira, bater a manteiga com o açúcar até ficar fofinho, adicionar os ovos e e a baunilha, bater até ficar branco e aveludado, igual ao meu.

IMG_0806

Adicionar os secos peneirados e o “buttermilk”, misturar só até obter uma massa homogênea.

IMG_0810

Quando sua massa estiver homogênea, adicionar o suco de beterraba, o vinagre e o suco de limão. Misturar bem até ter uma massa aveludada e lisa. Passar a massa para a fôrma.

IMG_0812.jpg

Assar por 30 minutos ou até que um palito saia limpo do bolo. Desenformar e deixar esfriar em uma grade. O lindo desse bolo é que a reação que ocorre entre os ácidos, o cacau e a beterraba deixam ele naturalmente vermelho, com uma cor maravilhosa que não precisa de corante! ❤

IMG_0820

Enquanto esfria o bolo, vamos para o recheio!!

Na batedeira, bater o cream cheese até ter uma consistência mais suave e sem grumos. Adicionar o açúcar e a essência de baunilha e bater até homogeneizar. Eu gosto do recheio mais suave, não tão duro, porque depois de algumas horas, começa a secar e fica um pouco mais durinho! Passar o recheio para uma manga com um bico redondo, ou rechear com uma espátula ou colher.

Como eu quero bolinhos individuais, cortei a massa com um cortador de 8cm para ficar bonitinho.

IMG_0826

Cortei também cada circulo na metade para ficar mais fininho.

IMG_0836

Com todas as camadas preparadas, comece a rechear com cuidado para não colocar muito recheio. A dica é deixar cada camada descansar uns 5 minutos na geladeira, assim não vai ter perigo de virar o bolo da Bela Adormecida!

IMG_0841

Você pode fazer com quantas camadas quiser! O sabor do Red Velvet é maravilhoso, um toque de baunilha, mas com um toque suave de chocolate e no fim um acido suave! Não é super doce, e não tem sabor a beterraba!

Para finalizar, nada mais lindo do que frutas vermelhas dando aquele charme! Também pode aproveitar o climão de amor para fazer uma bandeirinha se declarando.

red velvet - final close

Para a bandeirinha musa eu usei: dois canudos de papel, papel cartão, lápis de cor e caneta preta. fácil fácil!!

red velvet - final 1

Espero que tenham gostado da receita de hoje! Que todos os dias sejam dias de manifestar o AMOR!!

Anúncios

6 comentários sobre “Red Velvet do Amor

  1. Pingback: Pão de Beterraba – Thinking Sweet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s